Creisso Narra: Lingerie Senshi Papillon Rose (NSFW)

Bom, eu sempre quis fazer um post assim. Talvez no futuro eu faça mais e consiga transformar em uma coluna recorrente, mas vamos seguir nesse como um protótipo. Se me agradar, faço mais com o que julgar que vale a pena. Aliás, deixando claro também que não é uma análise. Quase me esquecendo: é um texto NSFW — finalmente o nome “Horny Pony” faz sentido.

Enfim, conheci essa pérola no MyAnimeList, quando fui nas recomendações de animes similares a Agent Aika (que sim, eu acho bacana e de vez em quando eu gosto de ver galhofa). A descrição era que era uma paródia de Sailor Moon. Eu poderia imaginar que assistir a isso seria doloroso, julgando a incrível média de 4,87 composta pelas notas dos usuários do site, mas, por algum motivo, a gente gosta de ignorar os sinais.

Pois bem, é, de fato, uma paródia de Sailor Moon. Logo no início começa uma abertura com o estilo similar à das guerreiras da lua criadas pela mulher do Togashi (tá bom, não sejamos machistas: o nome dela é Naoko Takeuchi e a obra dela é provavelmente um dos Shoujo mais famosos da história, senão o mais famoso). Em seguida, a primeira cena é de um cara mascarado misterioso olhando para a lua gigantesca no céu. Ele pula do topo do prédio onde estava, aparece o title card dando o nome do OVA como um episódio, uma mão com garras surge, amassa uma frôzinha e fala “o sonho da Tsubomi desabrocha na noite” com uma voz maligna.

A próxima cena é num clube de strip chamado Papillon, onde velhos gordos e deputados gastam o dinheiro público do contribuinte. Isso acontece em todo lugar do mundo. Desde lugares exóticos como o Japão até o poço de moralidade que é o Brasil.  Lá, um senhor é cortejado por uma mocinha bonita, a quem pergunta onde está “aquela garota que está sempre de alto astral”. A mocinha bonita original, obviamente, fica com ciúmes porque quer um sugar daddy só para ela.

Nisso, um tiozinho completamente Robert aparece, fala que ela é a Tsubomi e a chama. A dita cuja vem desfilando feito um elefante. Não dá para saber se é proposital, para mostrar como a garota não tem um pingo de sensualidade natural ou se é só resultado da animação ruim.  Ela chega por trás e faz um paf-paf na cuca do nosso parlamentar (que chamarei de Bolsoneves, sem qualquer alusão a nomes reais que provavelmente frequentam esse tipo de localidade) desejando-lhe boas-vindas.

A questão é que quando ela se levanta, percebe que suas volumosas mamas arrancam a peruca de Bolsoneves, o que rende a ela um passe imediato para a diretoria. Lá, ela toma bronca do Robert e ameaça demiti-la, mas — POLÊMICA — Tsubomi, a nossa Garota Genérica de Cabelo Rosa, o chantageia, ameaçando contar à esposa dele que ele tinha casos extraconjugais com as garotas do clube. Alguém chame a Márcia Goldsmith ou a Cristina Rocha.

Assim é como descobrimos que nossa garota genérica de cabelo rosa não perde o emprego por causa disso, mesmo sendo ela provavelmente um dos pilares da renda daquele clube, a julgar pela empolgação de Bolsoneves ao requisitá-la.

Na cena seguinte, a vilã da parada aparece sentada num trono e sendo cortejada eroticamente por suas lacaias. A câmera vai subindo e descobrimos que a Saban não tem contrato de exclusividade com seus atores, pois se trata de ninguém menos que Rita Repulsa puxando um fumo. Ela então se levanta, dá bronca nos servos falando que não se sente satisfeita e delega alguma tarefa a alguém.

Voltamos para a Garota Genérica de Cabelo Rosa e ela segue atrasada para o trabalho porque ficou de detenção na escola (!). Em meio à correria, ela tromba com um Bishounen de poucas palavras e cai no chão. Ele pergunta se ela está bem, mas parece que a garota torceu o tornozelo. Questionando-se onde ele poderia levá-la para tratar tal contusão, ele olha para o lado e logo vê um motel.

Claro, que lugar maravilhoso para tratar seus problemas de saúde. Na próxima vez que pegar uma gripe, irei a um motel.

Obviamente rola um oba-oba, peculiar atividade esta cujo nome me foi ensinado pelo The Sims. A própria Garota Genérica não acredita que finalmente foi para cama com alguém, tem um sonho esquisito com uma flor desabrochando e acorda, quando descobriu que o Bishounen Cafajeste foi embora sem nem mesmo pagar a conta do quarto que alugaram.

Na saída, ela encontra um gatíneo que vai logo cheirar suas partes íntimas, como todo gatinho que se preze, não é? Paralelamente, uma das servas da Rita Repulsa ataca o Robert, sugando o seu mojo.

A Garota Genérica de Cabelo rosa fala que quer participar daquela putaria, mas o gato avisa que, na verdade, aquela personagem — cujo character design parecia ter saído diretamente de um jogo da série The Legend of Zelda no fim dos anos 90 e começo dos anos 2000 — era uma vilã, sendo que a nossa heroína deveria usar seus poderes de Papillon Rose, ativados ao gritar PODER ORGÁSMICO ROSADO DA EREÇÃO.

Ela enfim assume sua forma de Mahou Shoujo, mas não sem ficar de palhaçada e demorar ao ponto do Robert ficar literalmente sem forças depois dessa chupetinha. A Garota Genérica de Cabelo Rosa se apresenta à serva da vilã principal, as duas batem boca, rola também um flerte e a porradaria logo começa, chamando as capangas genéricas que só servem para apanhar.

As capangas bucha de canhão então entram em formação e lançam leite de suas mamas — cujos jatos entrecruzados se transformam em chamas —, bem como mísseis teleguiados. (Eu parei de digitar aqui por uns 20 minutos porque nem eu conseguia acreditar no que estou escrevendo).

Nossa heroína logo vai ao chão diante de tamanho poder, mas ela é lembrada pelo gatíneo de sua arma suprema: o Vibrador Rosado! Um estimulante artefato capaz de crescer de acordo com a fúria contida no coração da Garota Genérica de Rabelo Rosa!

Com uma arma tão poderosa, as capangas bucha de canhão logo são eliminadas uma a uma e nossa heroína finalmente parece ter tudo sob controle!

Oh! Parece que que nossa Garota Mágica não é párea para a vilã de Zelda (não demos um nome para ela, será Rihennes porque sim), que logo a deixa no chão em situação de vulnerabilidade! A inimiga então prossegue sodomizando a heroína com seu poderoso chicote.

Tudo parecia perdido porque Rihennes finalmente começa seu discurso de vilã! Minha nossa! Quem agora poderá detê-la?! A vilã vencerá? Será o fim da Garota Genérica de Cabelo Rosa? Será que irei admitir que estou enrolando demais com esse suspense porque quero fazer um parágrafo com um tamanho minimamente aceitável?

A inimiga é interrompida por ninguém menos que o jovem mascarado amante da lua — que também é nosso Bishounen Cafajeste! A Garota Genérica de Cabelo Rosa logo observa uma abertura e usa os poderes do Viagra para derrotar sua inimiga! Com a poeira baixa, o Bishounen Cafajeste foge mais uma vez, mas agora nossa heroína se lembra de perguntar seu nome.

A cena seguinte é a clássica tomada do vilão putaço — no caso, nossa Rita Repulsa — porque seu plano falhou e ameaçando punir todos os seus servos da forma mais humilhante possível. Lingerie Senshi Papillon Rose, então, encerra com uma linda cena do gatíneo fazendo um bola-gato em nosso Bishounen Cafajeste. Fim.

Pronto, acabou. Eu não acho que seja um hentai porque não é tão explícito, mas também vai muito além de um ecchi. Essa coisa fica numa espécie de limbo entre os dois que eu não sei descrever. É um OVA que eu vi e queria desver, mas não consigo mais. Além de tudo, para piorar, para conseguir escrever essa palhaçada que é esse post, tive que passar pelo tormento de assistir mais uma vez.

A graça é que 80% do que está aqui eu nem precisei florear para ficar absurdo. A proposta dele é ser ridículo mesmo, considerando que ele começou como uma piada e acabou indo longe demais ao ponto de ganhar este OVA e ainda, na sequência, resultar numa série.

Acabei por aqui. Não quero mais falar sobre isso.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s